Corpo de Moreira Alves é velado no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO - O corpo do jornalista e ex-deputado federal Márcio Moreira Alves está sendo velado no saguão da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Agência Brasil |

O velório, que começou por volta de 9h, vai até as 14h. Depois das últimas homenagens, o corpo do jornalista seguirá para o Cemitério do Caju, centro do Rio, onde será cremado. A expectativa é de que autoridades e políticos se despeçam de Moreira Alves.

O ex-deputado, de 72 anos,  morreu no início da noite de ontem , após um longo período de internação, em decorrência de complicações causadas por um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Moreira Alves foi um dos principais opositores do regime militar, que vigorou de 1964 a 1985. Em um discurso histórico, protestou contra a repressão nas universidades e contra violações de direitos humanos.

O discurso, de 2 de setembro de 1968, é apontado como um dos pretextos para a decretação do Ato Institucional Número 5 (AI-5), que determinou o fechamento do Congresso Nacional, a cassação de parlamentares e a suspensão de direitos políticos.

O governo militar havia pedido licença à Câmara para processar o deputado, mas a autorização foi negada. Márcio Moreira Alves foi cassado em dezembro de 1968, já com base no AI-5, que entrou em vigor no dia 13 daquele mês.

O ex-deputado seguiu, então, para o exílio. Viveu em vários países e só retornou o Brasil 11 anos depois, com a Lei da Anistia.

Leia mais sobre Marcio Moreira Alves

    Leia tudo sobre: marcio moreira alves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG