Corpo de doméstica brasileira será enterrado na Espanha

O corpo da empregada doméstica brasileira Tatiane de Oliveira, de 24 anos, encontrada morta no dia 27, em Santa Cruz de Tenerife, na Espanha, será enterrado naquele país. A autorização foi feita hoje pela família, que mora em Cascavel, no oeste do Paraná.

Agência Estado |

Os familiares não conseguiram arrecadar todo o dinheiro para custear as despesas com caixão especial e o transporte do corpo até a cidade paranaense.

"Nós tentamos de tudo para trazer o corpo da minha filha para ser enterrada aqui (Cascavel), mas, infelizmente, não conseguimos", lamentou a mãe de Tatiane, Beatriz de Oliveira. De acordo com Beatriz, a família arrecadou R$ 4,4 mil com doações de parentes, amigos e empresários da cidade. A quantia, no entanto, não cobriu o total de despesas, calculadas em cerca de R$ 14 mil, com serviços funerários e transporte aéreo.

Um empresário do município deixou à disposição um avião particular para o translado do caixão, assim que desembarcasse em território brasileiro. O governo espanhol também deu a opção de cremar o cadáver e depois enviar as cinzas para a família, que não aceitou a sugestão. A demora em solucionar a questão só aumentou o drama da mãe dela.

Beatriz é diarista e ganha cerca de 600 reais por mês. "Estou há 12 dias sem poder trabalhar, esperando uma solução para o caso. Não era esse desfecho que eu esperava para o enterro do corpo de minha filha", disse. De acordo com a família, o processo de sepultamento é acompanhado na cidade espanhola pela ex-cunhada de Tatiane, Lucinéia Belo dos Santos.

Funeral

De acordo com Lucinéia, o funeral deve acontecer no sábado, em Santa Cruz de Tenerife. A polícia local teria encerrado as investigações e concluído que a empregada doméstica brasileira se suicidou. Os parentes, no entanto, não crêem nessa versão, uma vez que Tatiane estava grávida e não teria motivos para o ato. A empregada doméstica morava na casa do namorado, o espanhol Bernardo Assunção. Os familiares suspeitam que ele cometeu o crime. Assunção, porém, nega.
Tatiane deixou quatro filhos: três moram com o pai e uma com a avó em Cascavel.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG