Corinthians bate Juventude por 2 a 1 em Caxias do Sul

Em uma partida marcada pelo duelo de nervos, o Corinthians derrotou o Juventude por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Caxias do Sul, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time paulista já garantiu o título e o retorno à elite do Brasileirão.

Agência Estado |

Já o Juventude tem poucas chances de subir para a Série A, com apenas 52 pontos, na 8ª posição da tabela, a três rodadas do final.

Para o Juventude, a partida em Caxias foi uma decisão. Com o Estádio Alfredo Jaconi quase lotado, o time gaúcho partiu com tudo para o ataque e quase abriu o marcador aos 2 minutos do primeiro tempo. Após escanteio, o zagueiro Juan Perez desviou com a cabeça e viu a bola passar rente à trave esquerda de Felipe.

Se faltou pontaria para o Juventude, o Corinthians foi mais eficiente. Aos 7 minutos, em contra-ataque, Morais recebeu belo passe e saiu na cara do gol. Ele esperou a saída do goleiro Michel Alves e tocou no canto esquerdo.

Em desvantagem, o Juventude teve que "sair" para o jogo. Os gaúchos criaram boas oportunidades, mas voltaram a pecar no momento da conclusão. A melhor chance aconteceu aos 17 minutos. O atacante Maycon ficou cara a cara com o goleiro Felipe. No entanto, não conseguiu bater com rapidez e o goleiro abafou o lance.

Depois dos 20 minutos, a partida ganhou em faltas e jogadas violentas. Só no primeiro tempo foram seis cartões amarelos, pontapés, empurrões e cotoveladas. Sobrou até para o banco de reservas do Corinthians, que foi vítima da fúria de alguns torcedores, que arremessaram copos com água, refrigerante e cerveja.

"O Juventude achou que a gente iria passear aqui. Mas nós viemos para ganhar". Essa foi a frase do técnico Mano Menezes no retorno do Corinthians para o segundo tempo. A confiança do treinador, no entanto, não se refletiu nos jogadores. A disposição mostrada no primeiro tempo não foi a mesma e o time cometeu erros.

Os erros de finalização, comuns ao Juventude, passaram a ocorrer com o Corinthians. O time de Mano Menezes podia ter matado a partida aos 21 minutos, quando Alessandro cruzou na área, rasteiro, e o atacante Herrera não conseguiu alcançar. A bola ainda passou por toda a área antes de sair.

O castigo corintiano chegou aos 23 minutos. Numa falha de marcação, a bola sobrou nos pés de Egídio. Ele esperou Felipe se movimentar para bater cruzado e estufar as redes da equipe paulista. O gol incendiou o Alfredo Jaconi, que se transformou num verdadeiro caldeirão.

Com a necessidade de um resultado positivo, o Juventude pressionou o Corinthians até o final. Porém, foram os paulistas que saíram vitoriosos. Aos 40 minutos, Cristian cobrou falta rasteiro e o goleiro Michel Alves aceitou a bola no meio do gol: 2 a 1.

Ficha técnica:

Juventude 1 x 2 Corinthians

Juventude - Michel Alves; Luiz Felipe (Elvis), Juan Perez, Dirlei e Murilo Ceará; Walker, Lauro, Marcelo Costa e Egídio; Mendes e Maycon (Schwenck). Técnico: Ivo Wortmann.

Corinthians - Felipe; Alessandro, Diego, William e André Santos; Cristian, Elias, Morais e Wellington Saci (Lulinha); Dentinho (Diogo) e Herrera. Técnico: Mano Menezes.

Gols - Morais, aos 7 minutos do primeiro tempo. Egídio, aos 23, e Cristian, aos 40 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Elvis, Dirlei, Lauro e Maycon (Juventude); Alessandro, William, Dentino (Corinthians).

Árbitro - Willian Marcelo Souza Nery (RJ).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG