Autoridades de saúde da Coreia do Sul confirmaram hoje o primeiro caso de gripe A H1N1 no país resistente ao antiviral Tamiflu. O governo pediu precaução extra aos sul-coreanos para evitar novos casos.

Em comunicado, o Ministério da Saúde afirmou que a cepa do vírus A H1N1 presente em um menino de 5 anos resistiu ao Tamiflu. Ele precisou de doses repetidas e dobradas do medicamento para se recuperar da doença.

Outro medicamento antiviral, o Relenza, já se mostrou efetivo em cepas do vírus presentes em crianças. Porém o garoto era muito novo para tomar esse medicamento, segundo o informe.

O ministério pediu que as pessoas sigam imediatamente para hospitais, caso o Tamiflu não se mostre eficaz cinco dias após a primeira dose. Segundo a pasta, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já registrou 75 casos de resistência ao Tamiflu pelo mundo. O primeiro deles ocorreu na América do Norte, em abril.

Já morreram 104 pessoas pela gripe suína na Coreia do Sul, mas a disseminação da doença está caindo, segundo as autoridades.

Itália

Também nesta segunda-feira, a Itália confirmou o primeiro caso de variedade mutante do vírus da gripe A H1N1 no país. Segundo o Ministério da Saúde local, o vírus era idêntico a um encontrado na Noruega, em 20 de novembro. Na sexta-feira, a França confirmou duas mortes pela mesma mutação.

A variedade na Itália foi encontrada três ou quatro meses atrás, em um paciente de Monza, afirmou o vice-ministro da Saúde Ferruccio Fazio, à agência Ansa. Segundo ele, foram avaliadas mais de 100 variedades do vírus, nos últimos meses, e até o momento esta foi a única mutação registrada.

O Ministério da Saúde notou que a vacinação e os antivirais têm se mostrado efetivos contra essa mutação. Segundo o órgão, houve no país apenas um caso de resistência ao tratamento com Tamiflu, medicamento fabricado pela Roche. O caso ocorreu em um paciente que já estava muito doente, e essa cepa resistente aparentemente não está se disseminando, notou o ministério.

As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.