VENEZA ¿ O filme Ladrões de bicicletas (1948), de Vittorio De Sica, é uma caça aos fantasmas, com conclusão de trama policial, disse o filho do diretor, Manuel De Sica, hoje em Veneza na coletiva para a apresentação da restauração digital do filme, realizada por iniciativa do presidente do cassino de Veneza, Mauro Pizzigati.

"A restauração digital serve para preservar eternamente este filme", disse De Sica, "e não só para as cinematecas, mas para promover o cinema nas escolas. É preciso preservar os filmes e fazê-los circular".

De Sica quis também lembrar a paixão do pai pelo jogo, "o mundo no qual se refugiava" e sua relação com o cassino de Veneza, onde chegou a passar uma noite inteira durante as filmagens de "O jardim dos Finzi Contini" (1970).

"Restaurar 'Ladrões de Bicicletas' foi também uma maneira de ressarcir o De Sica jogador pelo que deixou em nossas mesas", disse Pizzigati, presidente do cassino, que admitiu a vontade de promover, através de iniciativas como essa, uma idéia das casas de jogos "diferente daquela do imaginário coletivo".

"Uma parceria com a o Festival Internacional de Cinema de Veneza era obrigatória", prosseguiu Pizzigati, lembrando que o ponto fundamental desse acordo era a restauração de "Ladrões de Bicicletas".

A restauração digital da película custou ao cassino mais de 100 mil euros e a cópia restaurada do filme será exibida no festival, no dia 27 de agosto.

Leia mais sobre: Festival de Veneza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.