Cooperados pedem intervenção na Bancoop

Intervenção na Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) foi requerida ontem por mutuários que alegam perdas devido a comprovação de gestão temerária na entidade, fundada há 12 anos por um núcleo do PT. O pedido foi entregue ao Conselho Superior do Ministério Público de São Paulo, colegiado formado por 11 procuradores, sob a presidência do procurador-geral de Justiça, Fernando Grella Vieira.

Agência Estado |

Os cooperados pleitearam medidas do conselho para evitar a homologação de um acordo na Justiça que, segundo eles, favorece a Bancoop. O pacto já foi assinado pela direção da cooperativa e representante do Ministério Público, mas ainda não foi sancionado pela 37ª Vara Cível, onde tramita ação judicial.

Dispostos a mostrar o grau de preocupação e inquietação, cerca de 150 mutuários fizeram manifestação na frente do prédio-sede da Procuradoria-Geral, na Rua Riachuelo, centro da cidade. Teve apitaço e homens e mulheres com nariz de palhaço. Faixas e cartazes, pela intervenção, foram estendidas. Manifestantes, acompanhados de advogados das associações que os representam, foram recebidos pelo conselho, que designou o procurador Paulo Mário Spina como relator do caso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG