Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Contra golpes da oposição, Lula diz que é capoeirista

BRASÍLIA - Em um discurso cifrado e cheio de estocadas na oposição, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusou os adversários nas eleições deste ano de falta de discurso programático e disse que, apesar de não ser candidato, não deixará que a política rasteira o atinja no peito. Sou capoeirista, afirmou.

Reuters |

"Eu estou imaginando que, como meus adversários são todos muito letrados, eles vão querer fazer um debate de alto nível, programático, espero que seja isso", ironizou o presidente.

E continuou. "Pelos sinais que eu vi, parece que na ausência de discurso programático vale chutar do peito para cima. O que eles não sabem é que eu sou capoeirista. Estou muito preparado para não deixar a coisa chegar no meu peito", disse.

Alertando que ano de eleição é sempre "muito quente", Lula disse que os adversários não o farão perder o bom senso.

"Não vou pedir para me chamar de 'Lulinha paz e amor' em 2010 porque eu não sou candidato, mas estejam certos de uma coisa, nada, absolutamente nada, vai fazer com que eu perca um milímetro do meu bom senso".

Em seguida, fez um apelo à platéia de prefeitos. "Não permitam que o jogo rasteiro de uma campanha eleitoral estrague a relação que conseguimos construir".

No primeiro mandato, Lula fez questão de estabelecer diálogo direto do Executivo nacional com os municípios, o que ajudou a engordar sua base de apoio.

O discurso foi realizado durante lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida para municípios com até 50 mil habitantes, que teve a presença da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), pré-candidata à sucessão de Lula.

Leia mais sobre Lula

Leia tudo sobre: lula

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG