Conselho Tutelar faz visita a filhos do casal Nardoni

Duas representantes do Conselho Tutelar de Guarulhos chegaram por volta das 16 horas ao edifício onde estão Alexandre Nardoni, Anna Carolina Jatobá e os filhos, Cauã, de 1 ano, e Pietro, de 3 anos, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. O casal, pai e madrasta de Isabella Nardoni, morta em 29 de março, foi indiciado pelo homicídio da menina.

Agência Estado |

Segundo o inquérito policial, o crime foi praticado na presença de Cauã e Pietro.

Os advogados de defesa do casal, Ricardo Martins e Rogério Neres de Sousa, acompanharam as conselheiras no apartamento da família Jatobá, onde a família está hospedada. O Conselho Tutelar visita as crianças a pedido do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe) para ver em que condições estão os meninos, que vivem há quase um mês confinados no apartamento dos pais de Anna Carolina.

Segundo o secretário-geral do Condepe, Ariel de Castro Alves, a visita é praxe em casos de violência. "É uma averiguação para prevenir possíveis violações dos direitos das crianças. É notório que elas precisam de apoio." Alves aponta a necessidade de Cauã e Pietro fazerem um tratamento psicológico, por causa do trauma de ter perdido a irmã e, talvez, de ter assistido à sua morte. Diz ainda que Pietro precisa voltar a estudar, já que não vai à escola desde que ocorreu o crime.

Dificuldades

Conselheiros foram barrados na entrada do edifício na quarta-feira passada. Alexandre os atendeu por interfone, disse que seus filhos estavam bem e que não receberia os visitantes. Na sexta-feira, o advogado de defesa Ricardo Martins telefonou para o Conselho Tutelar e colocou a família à disposição para a visita. Argumentou que o casal não fora previamente comunicado e alegou questões de segurança para não receber pessoas sem aviso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG