Conselho rejeita cassação de Paulinho por 10 a 4

Por 10 votos a 4, o Conselho de Ética da Câmara rejeitou hoje a cassação do mandado do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, acusado de envolvimento em esquema de desvio de dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O Conselho rejeitou o parecer do relator, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), que pedia a cassação do parlamentar.

Agência Estado |

O nome de Paulinho apareceu durante as investigações da Operação Santa Tereza, da Polícia Federal. No relatório de 15 páginas, Piau afirmou que Paulinho participava de “esquema fraudulento sobre a liberação de verbas pelo BNDES”, que beneficiava um grupo integrado por Ricardo Tosto e João Pedro Moura, ambos presos durante a Operação Santa Tereza.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG