Conselho quer padronizar análise do TCU de licitações

O grupo de infraestrutura do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) defendeu ontem, em reunião no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), mais rapidez nos investimentos em obras públicas. No encontro, com a presença do vice-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, os conselheiros decidiram elaborar um relatório, a ser apresentado no dia 9 de dezembro, com propostas para que o TCU padronize as análises das licitações.

Agência Estado |

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que o debate está apenas no início e o relatório deverá incluir propostas de curto, médio e longo prazo. "Estamos no esforço para padronizar processos", disse. Padilha procurou atenuar o clima de tensão por conta das recentes críticas do governo, segundo as quais o TCU estaria atrasando as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Não estamos procurando vilões para a não-aceleração dos investimentos públicos", afirmou. "Não é nossa intenção demonizar ninguém."

Ele disse que o objetivo é assegurar maior rapidez no cronograma das obras, sem prejuízo das análises do tribunal. "Em nenhum momento o governo discute a simplificação das fiscalizações", afirmou o ministro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG