tribunal de exceção , diz Sarney - Brasil - iG" /

Conselho de Ética virou tribunal de exceção , diz Sarney

Dois dias após ver arquivados os recursos contra sua absolvição no Conselho de Ética, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defendeu a extinção do colegiado, alegando que os parlamentares não têm a devida isenção para julgar os colegas. Em artigo publicado hoje (21) na Folha de S. Paulo, Sarney compara o Conselho de Ética a um ¿tribunal de exceção¿ e argumenta que os congressistas deveriam ser julgados exclusivamente pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Congresso em Foco |

Muitas vezes, os membros do Conselho de Ética se sentem desconfortáveis tendo de julgar os seus próprios colegas, numa violência à consciência ou às normas jurídicas. Transforma-se num tribunal partidário, em que cada partido tem que usar a norma de ação versus reação, afirma o presidente do Senado, que é articulista do jornal.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em focosarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG