Conselho da UnB indica nomes para reitoria

BRASÍLIA - O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade de Brasília (UnB) definiu, na tarde desta terça-feira, uma lista de três nomes para assumir a reitoria da instituição até as eleições. O professor de Direito Roberto Aguiar, que teve o apoio dos estudantes, recebeu 40 votos do conselho. A professora Lourdes Bandeira, da cadeira de Ciências Sociais, obteve 31 votos e o professor da área de Administração Gileno Marcelino, teve 24 votos.

Redação Santafé Idéias |

  • Oposição prorroga CPI das ONGs para votar quebras de sigilos de gestores da UnB
  • Exoneração do reitor da UnB é publicada no Diário Oficial da União
  • A lista vai ser entregue ainda hoje ao Ministério da Educação. O prazo final encerra às 18h. O nome indicado assumirá a administração da UnB por um prazo entre 90 e 180 dias e será responsável por conduzir o processo eleitoral para escolha da nova gestão.

    Os representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE), que lideram a ocupação da reitoria desde o dia 3 de abril, se abstiveram de votar. Segundo o coordenador-geral do DCE, Fábio Félix, os alunos decidiram não defender nomes, mas sim critérios para a escolha, como não ser ligado à gestão do ex-reitor Thimoty Mulholland e não ser ligado a fundações, além de defender a paridade nas eleições. Para Félix, a formação da lista tríplice foi baseada apenas nos currículos dos candidatos.

    O professor de Engenharia Mecânica José Carlos Balthazar, responsável por presidir a reunião do Consuni, afirmou que espera que a atividade acadêmica da universidade volte ao normal. A reunião do conselho continua e tem na pauta temas como as mudanças no estatuto da instituição e eleições paritárias.

    Perfis

    Nome defendido pelos alunos, Roberto Aguiar atua na UnB desde 1989. No currículo, consta atuação como procurador geral na gestão do professor Antônio Ibãnez. Nessa mesma época, tornou-se professor do Instituto de Ciência Política e Relações Internacionais. Depois disso, foi transferido para a Faculdade de Direito como professor titular de filosofia do direito.

    Entre os cargos públicos que já assumiu está o de secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro e, em 1996, o de consultor jurídico do governo Cristovam Buarque, no Distrito Federal, onde também assumiu a frente da Secretaria de Segurança Pública da capital federal.

    Leia também:

    Leia mais sobre: UnB

      Leia tudo sobre: unb

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG