Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Conselho avaliará médicos que mais receitam substância para emagrecer

Médicos campeões em prescrição de moderadores de apetite serão investigados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). As sindicâncias serão abertas com base nos dados coletados pelo Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Agência Estado |

Os profissionais terão de apresentar seus prontuários e explicar por que indicaram medicamentos a tantos pacientes.

Segundo o médico Desiré Callegari, do CFM, é a primeira vez que será feita uma devassa como essa. “Estamos falando de medicamentos que podem levar à dependência, que podem provocar complicações.”

O primeiro relatório do sistema da Anvisa, divulgado ontem, apontou que, entre os dez maiores prescritores de sibutramina no País, havia um médico especialista em medicina de tráfego. “Não é preciso ser endocrinologista para receitar o medicamento. Não há problema ético. O que chama a atenção é a quantidade”, afirmou a coordenadora do SNGPC, Márcia Gonçalves Oliveira. O sistema, implantado em 2007, recolhe dados da movimentação das substâncias controladas. Até agora, 62% das farmácias aderiram ao sistema.

A Anvisa também deverá deflagrar ações para verificar por que em alguns Estados há venda acima da média de seis drogas analisadas no primeiro relatório: quatro moderadores de apetite, um medicamento para depressão e outro para crianças com hiperatividade. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG