Conselho arquiva todas as denúncias e representações contra Sarney

BRASÍLIA - O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado decidiu manter, por 9 votos a 6, o arquivamento das cinco representações apresentadas pelo PSDB e pelo PSOL contra o presidente do Senado, José Sarney. Com isso, ficam arquivadas todas as representações e denúncias apresentadas contra o presidente do Senado, uma vez que, pouco antes, o conselho havia rejeitado os recursos contra o arquivamento de seis denúncias contra Sarney apresentadas pelos senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Cristovam Buarque (PDT-DF). O senador Pedro Simon (PMDB-RS) lamentou a decisão do plenário. Se o Conselho de Ética do Senado não leva isso a sério, quem vai levar? O exemplo que estamos dando é muito triste, disse.

Valor Online |

Simon atribuiu à interferência do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva a condução da votação no Conselho de Ética. Em sua avaliação, o colegiado estava humilhado.

Votaram a favor da abertura de processo os seguintes senadores: Demóstenes Torres (DEM-GO), Eliseu Resende (DEM-MG), Marisa Serrano (PSDB-MS), Sérgio Guerra (PSDB-PE), Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Jefferson Praia (PDT-AM).

Votaram contra a investigação: Wellington Salgado (PMDB-MG), Almeida Lima (PMDB-SE), Gilvam Borges (PMDB-AP), Inácio Arruda (PCdoB-CE), Gim Argello (PTB-DF), Romeu Tuma (PTB-SP), João Pedro (PT-AM), Delcídio Amaral (PT-MS) e Ideli Salvatti (PT-SC).

(Valor Online, com Agência Senado)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG