Confusão marca primeiro dia do novo sistema de estacionamento no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ No primeiro dia de operação do novo sistema de estacionamento público do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, houve confusão nos bairros de Copacabana e Ipanema, na zona sul da cidade.

Redação |

Acordo Ortográfico Guardadores autônomos tentaram impedir que os novos funcionários da empresa Embrapark, contratada para o serviço, trabalhassem e acabaram detidos. 14 flanelinhas foram encaminhados para a 13ª DP (Copacabana) por exercício irregular da profissão.

Irregularidade

O Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM/RJ) aponta irregularidades na licitação, realizada em janeiro, que escolheu a Embrapark como empresa gestora das vagas-certas da zona sul. O TCM questiona que, assim como os guardadores, os fiscais da empresa devem ter inscrições no Ministério do Trabalho.

A prefeitura do Rio informou, por meio de uma nota, que equipes nas ruas da zona sul, com o apoio da Guarda Municipal e das polícias Civil e Militar, acompanham o primeiro dia de vigência do novo Rio Rotativo. Ainda segundo o comunicado, o objetivo é garantir o direito do usuário que utiliza vagas de estacionamento público regulamentadas pelo município.

Leia mais sobre: estacionamento público

    Leia tudo sobre: estacionamentoguardadorespresosrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG