Confiscados 11 mil litros de gasolina adulterada em SP

A Secretaria Estadual da Fazenda de São Paulo e o Procon-SP apreenderam hoje 11 mil litros de gasolina adulterada em dois postos da capital paulista. A iniciativa fez parte de operação coordenada pelo governo do Estado e deflagrada hoje na zona sul da capital.

Agência Estado |

Os técnicos do Procon-SP constataram que os estabelecimentos misturavam álcool à gasolina em proporção superior ao permitido, além do uso de solvente.

O dono de um dos postos foi preso por agentes da Polícia Fazendária e a gerente de outro foi detida e encaminhada para prestar depoimento. Foi mobilizada para a operação de hoje uma força-tarefa que reuniu promotores do Ministério Público Estadual, técnicos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e delegados da Polícia Civil. Ao todo, três estabelecimentos foram vistoriados hoje.

O primeiro posto visitado pelos agentes da operação foi o Portelinha, em Cidade Ademar. Foram recolhidos ao todo no local 10 mil litros de combustível adulterado. Seis mil litros que apresentaram proporção de álcool superior ao permitido irão para reprocessamento. O objetivo é que sejam posteriormente reaproveitados no abastecimento de veículos oficiais. Os outros 4 mil litros não poderão ser utilizados por apresentaram solvente misturado à gasolina. Eles serão incinerados pelo governo do Estado.

No segundo estabelecimento visitado, o Autoposto Joara, em Santo Amaro, mil litros adulterados foram recolhidos das bombas e encaminhados para o reprocessamento. Ainda no local foi constatada adulteração na volumetria das bombas. A máquina abastecia no tanque dos veículos menos combustível do que o volume mostrado no visor da bomba.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG