Confirmada morte de macaco por febre amarela no PR

A Secretaria da Saúde do Paraná confirmou hoje que um macaco encontrado morto em Rio Bonito do Iguaçu, no sudoeste do Estado, a cerca de 380 quilômetros de Curitiba, estava com febre amarela. A 5ª Regional de Saúde de Guarapuava, na região central paranaense, a 260 quilômetro da capital, investiga também a possibilidade de uma moradora do Distrito de Entre Rios ter morrido vítima da doença.

Agência Estado |

A expectativa é que os exames sobre a causa da morte fiquem prontos em 30 dias, mas a região já está em alerta. Além dessa morte, outros dois pacientes apresentaram sintomas da enfermidade e aguardam resultados de exames. A secretaria reiterou os conselhos para que qualquer um que tenha sintomas de doenças ictero-hemorrágicas, como a febre amarela, dengue e leptospirose, procure rapidamente uma unidade de saúde.

A coleta de exame do macaco que teve confirmada a presença da febre amarela foi realizada em 29 de fevereiro. No mesmo dia, em Laranjal, a cerca de 50 quilômetros, morreu um rapaz, de 35 anos, que trabalhava em madeireiras. A secretaria confirmou que a causa da morte foi a febre amarela. Desde 18 de março, funcionários da secretaria percorrem a região para recolher materiais de primatas não humanos e mosquitos para diagnosticar a presença do vírus.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG