SÃO PAULO - O condutor do jet ski que atropelou e matou o estudante Denis Vieira da Silva, de 24 anos, no último dia 29 após acidente na Praia da Enseada, apresentou-se nesta segunda-feira à delegacia do Guarujá, no litoral paulista.

    De acordo com o delegado titular do Guarujá, Cláudio Rossi, o jovem, de nome Maurício (o sobrenome não foi divulgado) afirmou em depoimento que era amigo da vítima e que ambos pegaram os jet skis emprestados. Segundo ele, os dois viraram para o mesmo lado sem perceber e acabaram colidindo.

    Nenhum deles tinha licença para conduzir a embarcação (carta de Arrais Amador). Agora, a polícia vai ouvir o proprietário dos jet skis, Clayton Álvares, e aguardar os relatórios da Capitania dos Portos, que também instaurou inquérito para apurar as causas do acidente.

    Morador da zona leste de São Paulo, Silva estava na praia com um grupo de amigos. O acidente aconteceu por volta das 14h na área próxima ao Canto do Tortuga. Resgatado pelos bombeiros pouco depois do choque, Silva estava inconsciente e com parada cardiorrespiratória. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Santo Amaro, mas não resistiu aos ferimentos e chegou morto ao hospital. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia mais sobre: jet ski

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.