Concessionárias terão de explicar falta de energia em SP

As concessionárias de energia elétrica que atuam no Estado de São Paulo serão convocadas amanhã para reunião de emergência na sede da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. O governo quer das empresas esclarecimentos sobre a demora em restabelecerem o fornecimento deste serviço nos últimos dias.

Agência Estado |

As explicações, bem como as soluções dos problemas, terão de ser informadas aos secretários Luiz Antonio Marrey (Justiça e Defesa da Cidadania) e Dilma Pena (Saneamento e Energia), bem como ao diretor executivo da Fundação Procon-SP, Roberto Pfeiffer, de acordo com determinação do governador José Serra. A decisão foi tomada em reunião no Palácio dos Bandeirantes, realizada neste final de semana.

"Embora o volume da chuva dos últimos dias tenha sido grande, é absolutamente inaceitável que a população fique mais de 24 horas sem energia elétrica. Por se tratar de serviço essencial, as concessionárias têm obrigação de estar preparadas para situações de emergência, de modo a garantir que os cidadãos não sejam privados do fornecimento por tanto tempo", afirmou Marrey, em nota à imprensa.

Muitas regiões da capital paulista ficaram sem luz por mais de 48 horas na última quinta-feira. As empresas culpam as fortes chuvas e a queda de árvores sobre a fiação elétrica. Procurada pela Agência Estado, a assessoria de imprensa da Eletropaulo informou que ainda não tinha conhecimento da decisão do governo estadual. A distribuidora é responsável pelo fornecimento de energia à região metropolitana de São Paulo.

Leia mais sobre falta de energia

    Leia tudo sobre: chuvachuvassão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG