Mais de 250 músicos e cantores interpretarão em Varsóvia a música de Frédéric Chopin durante 171 horas, tempo que separa as duas possíveis datas do nascimento do compositor há 200 anos, informaram os organizadores do concerto.

De 22 de fevereiro até 1º de março, músicos profissionais e amadores se revezarão durante dia e noite em uma sala do centro de Varsóvia, indicou à AFP Pawel Besser, membro da associação Centrum Smolna que organizou a maratona de apresentações. "Como não sabemos qual das duas datas é verdadeira, tivemos a ideia louca de uni-las em um longuíssimo concerto", ressaltou.

A incerteza a respeito da data de nascimento do compositor polonês-francês persiste. A certidão de batismo de Chopin indica 22 de fevereiro de 1810, mas o próprio compositor e sua família sempre mencionaram o 1º de março como seu aniversário.

"Um gênio tem o direito a nascer durante uma semana", brincou Waldemar Dabrowski, presidente do comitê organizador do Ano de Chopin na Polônia.

Durante a semana haverá também outros concertos maiores em homenagem ao compositor. A Orquestra Filarmônica de Varsóvia realizará concertos diários e contará com artistas renomados como o argentino Daniel Barenboim, Murray Perahia, Ivo Pogorelic, Nelson Goerner, Janusz Olejniczak, Rafal Blechacz, Kevin Kenner, Nikolai Demidenko e Yevgeni Kissin.

No dia 1º de março também será realizado um concerto especial, interpretado por Garrick Ohlsson, Leif Ove Adsnes, Yundi e Dang Thai Son, no Castelo Real de Varsóvia e na casa onde Chopin nasceu, em Zelazowa Wola, a 60 quilômetros da capital polonesa.

Depois de ter passado os primeiros 20 anos de sua vida na Polônia, Chopin foi viver primeiro em Viena e depois em Paris, onde morreria em 1849, aos 39 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.