Compositores falam da importância da obra de Dorival Caymmi

O compositor Dorival Caymmi, que morreu neste sábado, teve suas composições gravadas por diversos artistas, entre eles Carmem Miranda, Chico Buarque e Tom Jobim. Caymmi é reverenciado no meio musical. Ele é a maior inspiração da música brasileira e minha também. Ele passou por todas as fases da música brasileira, inclusive a Bossa Nova, disse o cantor e compositor Carlos Lyra.

Agência Estado |

Um dos orgulhos do compositor carioca é Dorival ter dito que gostaria de ter feito a música "Primavera", de autoria de Lyra com Vinícius de Moraes. "Caymmi é para sempre. Não vai morrer nunca", afirmou.

Outro intérprete e compositor da Bossa Nova, Marcos Valle, amigo da família Caymmi, concorda que Dorival foi fundamental para o movimento. "Quando eu era bem garoto ouvia muito a música de Dorival Caymmi. Teve uma influência total daqueles sambas sofisticados que ele fazia na Bossa Nova e na minha música também". Para Valle, "Caymmi e Tom Jobim, até mais que Ary Barroso, são os maiores compositores da história da música brasileira". Ele ressaltou a sofisticação das harmonias nas canções de Dorival e a "maneira de cantar, a malícia" do baiano como intérprete.

O compositor, pianista e arranjador Cristóvão Bastos destacou a sofisticação de Caymmi. De acordo com Bastos, a folclórica preguiça baiana associada ao compositor é uma mistificação de uma preocupação grande de Caymmi com o acabamento. "Ele é um dos grandes gênios da música brasileira, uma referência para todo mundo", disse. "E entre as obras dele ainda tem a Nana, que é uma intérprete maravilhosa, o Dori, compositor, e o Danilo, intérprete e compositor", comenta, referindo-se aos três filhos deixados por Caymmi.

O clarinetista e arranjador Paulo Moura é outro que considera que "a contribuição do Caymmi à música brasileira é importantíssima". Moura destacou que o trabalho de Dorival foi fundamental na transição para a bossa nova. "Já no início dos anos 50, ele apontava para uma modernização da harmonia brasileira, que foi se desenvolvendo até chegar à bossa nova", disse o músico, que gravou um disco instrumental apenas com composições de Caymmi.

Os dois conviveram como jurados no prêmio Sharp de música. "Eu admirava muito sua conversa e suas posições. É como o João Gilberto falou: com Dorival Caymmi a gente aprende tudo".

Leia mais sobre: Dorival Caymmi

    Leia tudo sobre: dorival caymmi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG