Uma lei de 2005 garante às mulheres o direito de ter um acompanhante na hora do parto. Mas, segundo a ONG Parto do Princípio, esse direito vem sendo negado pela maioria dos hospitais do País.

Denúncias de mulheres privadas de companhia no parto foram encaminhadas ontem ao Ministério Público de dez Estados e do DF. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.