Companheiro de sargento gay acredita em absolvição na Justiça Militar

BRASÍLIA - O ex-sargento Fernando Alcântara Figueiredo, que acompanha o depoimento do companheiro sargento Laci Araújo na Justiça Militar em Brasília nesta sexta, afirmou acreditar que Laci será inocentado. Araújo é acusado de deserção e está preso desde o dia 4 de junho. ¿Ainda é muito cedo para afirmar se será ou não absolvido, mas sinto que ele será inocentado¿, declarou o ex-militar, que assumiu o relacionamento amoroso com Laci no mês passado.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |


AE
Exército deu ordem de prisão a Fernando e Laci
Os militares Fernando e Laci antes da prisão
Na carreira militar há mais de dez anos, Alcântara foi, na manhã desta sexta, ao Hospital Geral de Brasília, onde cumpria expediente, buscar seus documentos. Ele pediu o desligamento das Forças Armadas no início da semana e a dispensa foi oficializada nesta sexta.

Para Alcântara, Laci está falando a verdade na audiência e respondendo com clareza a todas as questões apresentadas. Ele ressaltou ainda que seu companheiro parece estar abalado emocionalmente, o que considera normal diante da situação em que se encontra.

Laci faz tratamento para problemas psicológicos que, segundo ele, foram gerados por pressões dentro do Exército, devidas à sua opção sexual.

Leia ainda:


Leia mais sobre: Exército - Homossexualismo

    Leia tudo sobre: homossexual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG