patrióticos - Brasil - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Como na velha URSS, o Estado russo volta a financiar filmes patrióticos

O governo russo decidiu bancar o financiamento de filmes de caráter patriótico, a exemplo do que a ex-União Soviética fazia quando o cinema era o principal instrumento ideológico do regime comunista.

AFP |

O novo ministro da Cultura, Alexandre Avdeev, anunciou que a partir de 2009 o Estado passará a financiar e promover longas-metragens com conteúdos "mais humanos e patrióticos" que os de agora.

"Diretores eminentes auxiliados pelos melhores equipamentos possíveis terão direito de fazer isso com orçamentos cobertas inteiramente com fundos públicos", prometeu o ministro.

Um órgão especial formado por representantes da administração presidencial e do governo definirá os temas e velará para que a ideologia do projeto não saia dos trilhos, segundo explicou à AFP Igor Kallistov, subdiretor da Agência Federal de Cinematografia.

O Estado russo subvencionou em 2007 mais de cem longas com verbas que variavam de meio a um milhão de dólares, iniciativa que foi bem recebida pelos jovens criadores, mas criticado pelos grandes estúdios.

Na época soviética, o Estado era o único autorizava a realização de uma obra aos estúdios e as produzia. Depois do caos econômico e ideológico dos anos 1990 e as conseqüências sobre o setor cinematográfico, a Rússia vive hoje uma espécie de renascimento de seu cinema nacional.

ml/cn

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG