Comissão vai convocar Dilma para falar do PAC e dossiê

A Comissão de Infra-Estrutura do Senado aprovou nesta quinta-feira um requerimento do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) de convocação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. O senador argumentou que a ministra precisa falar sobre o andamento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que estão atrasadas, em especial sobre a usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Estado do Pará.

Agência Estado |

O presidente da comissão, senador Marconi Perillo (PSDB-GO), fez um aditamento ao requerimento, para que a ministra fale também a respeito do dossiê que teria sido produzido pela Casa Civil sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com cartões corporativos da Presidência da República.

O senador Heráclito Fortes (DEM-GO) comentou o fato de que nenhum parlamentar governista integrante da comissão estava presente à sessão da manhã de hoje. Fortes declarou que a convocação de um ministro de Estado deve ser vista como "rotina".

"Quero crer que não existe no governo ministro de primeira e segunda classe", disse, referindo-se ao fato de que foram rejeitadas várias tentativas da oposição de aprovar requerimentos de convocação da ministra Dilma Rousseff para falar sobre o dossiê em comissões, inclusive na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Cartões Corporativos. A rejeição dos requerimentos foi possível com a mobilização da maioria governista.

O requerimento de Flexa Ribeiro é o primeiro aprovado no Congresso convocando a ministra-chefe da Casa Civil, que nega a existência de um dossiê e afirma que o que foi feito é um "banco de dados" com informações sobre gastos com cartões corporativos para atender a eventuais requerimentos da CPI ou do Tribunal de Contas da União (TCU).

"Não sei por que tanta celeuma com a ministra Dilma. Até porque a Comissão de Infra-Estrutura é o local ideal para ela falar sobre o PAC", comentou Heráclito Fortes. A Comissão de Infra-Estrutura tem poder de convocar ministros de Estado, que não podem se recusar a comparecer.

Leia mais sobre: Dilma Rousseff

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG