Comissão rejeita convocação de Dilma para falar sobre Lina

Os senadores da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) rejeitaram nesta quarta-feira os requerimentos de convocação e de convite à ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para prestar novo depoimento a respeito do suposto encontro que teria tido em outubro do ano passado, no Palácio do Planalto, com a então secretária da Receita Federal Lina Vieira.

Agência Estado |

Na ocasião, segundo Lina, a ministra lhe teria pedido para apressar a investigação do Fisco sobre atividades do empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Em depoimento anterior no Senado, Dilma negou que tenha recebido Lina Vieira. Os dois requerimentos rejeitados hoje foram apresentados pelo líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR). A rejeição da convocação e do convite inviabiliza a possibilidade de Dilma prestar depoimento sobre o assunto na atual legislatura, que termina no fim de dezembro.

A CCJ do Senado ainda vota o requerimento para Lina Vieira prestar depoimento sobre o mesmo tema. Esse pedido está fundamentado na divulgação da notícia de que a ex-secretária teria encontrado a agenda em que diz ter registrado o encontro com Dilma. Em depoimento anterior, ela afirmou que a agenda estava extraviada.

Leia mais sobre Lina

    Leia tudo sobre: ccjdilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG