Comissão julga anistia política para ex-presidente João Goulart

BRASÍLIA - A Comissão de Anistia, ligada ao Ministério da Justiça, julga no próximo sábado o pedido de anistia política para o ex-presidente João Goulart, o Jango, que foi deposto pelo Golpe Militar de 31 de março de 1964.

Redação |

Acordo Ortográfico

O ato deu início aos mais de 20 anos de ditadura militar no Brasil. Depois do Golpe, Jango exilou-se no Uruguai e acabou morrendo na Argentina, em 1976.

O pedido de anista foi protocolado na Comissão de Anistia pelo mulher e  pelo filho do ex-presidente. O julgamento será realizado em Natal, capital do Rio Grande do Norte, pelo presidente da Comissão, Paulo Abrão Pires Júnior, e membros do conselho. Representantes do Ministério da Justiça já estão na cidade.

Caso seja anistiado, João Goulart será o primeiro ex-presidente a ser considerado perseguido político. A Comissão pode determinar ainda que a família do ex-presidente seja idenizada.

Leia mais sobre: ditadura militar no Brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG