Comissão estuda novo modelo educacional no Rio

Escalada pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), para cumprir a promessa de campanha de suspender os ciclos de progressão continuada adotados em 2007 na rede municipal pelo ex-prefeito Cesar Maia (DEM), a nova secretária da Educação, Cláudia Costin, admite a possibilidade de retomar o sistema. Ao acabar por decreto com o que foi rotulado no debate eleitoral de aprovação automática, Paes criou uma comissão para estudar um novo modelo educacional.

Agência Estado |

No sistema de ciclos, o aluno só pode ser reprovado ao final de cada etapa (de dois ou três anos). Segundo Cláudia, os ciclos serão reabilitados se o grupo entender que esse é o melhor caminho. “Criamos um programa de trabalho que vai propor um novo sistema, propondo se voltaremos ou não aos ciclos e, se voltarmos, como”, disse Cláudia. Em sua primeira semana no cargo, ela ouviu depoimentos de diretores sobre a falta de condições nas escolas para o acompanhamento minucioso que os ciclos exigem, chegando a casos como de alunos do 6º ano que não sabem ler e escrever.

“Temos de diminuir a reprovação, mas nem a sociedade nem as autoridades estão convencidas no momento de que a saída do problema da aprendizagem é o ciclo”, diz Cláudia, que foi secretária de Cultura do Estado de São Paulo. Ela está preocupada em manter um dos pressupostos dos ciclos: o de que a velocidade do aprendizado é diferente entre os alunos, que precisam de cuidado individual. Embora a prefeitura tenha restabelecido a reprovação, Cláudia quer as escolas envolvidas para evitá-la. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG