BRASÍLIA - Lan Houses e cibercafés serão obrigados a cadastrar todos os usuários que usarem o serviço de acesso à internet, segundo projeto aprovado nesta quarta-feira pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. O projeto ainda precisa passar pelo crivo da Câmara dos Deputados para entrar em vigor.

Assinada pelo senador Gerson Camata (PMDB-ES), a proposta prevê que os estabelecimentos armazenem informações como nome, número da identidade, e data do acesso por três anos. Quem não cumprir a regra pode sofrer sanções que variam de multa (de R$ 10 mil a R$ 100 mil) até perda do alvará de funcionamento.

Segundo o relator do projeto, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), a medida será útil para coibir e fiscalizar o acesso à internet por meio destes estabelecimentos para prática de crimes.

Leia mais sobre: lan houses

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.