Comissão do Congresso aprova convocação ex-agente do SNI

BRASÍLIA - A Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência aprovou nesta terça-feira a convocação de Francisco Ambrósio do Nascimento, ex-agente do extinto Serviço Nacional de Informações (SNI) para depor aos parlamentares. Ambrósio é apontado na mais recente edição da revista Istoé como coordenador dos agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que participaram da Operação Satiagraha, da Polícia Federal.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

Em depoimento à comissão, o general Jorge Armando Félix, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, garantiu que Ambrósio está afastado da extinta Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) há dez anos e que jamais trabalhou na Abin

Também foram aprovados requerimentos para ouvir diretores de áreas técnicas da Abin e da PF, além de um pedido de informação sobre quais órgãos do governo estão aparelhados com maletas de interceptação telefônica.  

A sessão ocorre neste momento em portas fechadas, sem a presença da imprensa. Prestam depoimento à comissão o general Jorge Félix, o diretor afastado da Abin, Paulo Lacerda, e o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa. 

Jorge Félix, Paulo Lacerda e Luiz Fernando Corrêa serão questionados pelos parlamentares sobre as acusações de que a Abin teria grampeado ilegalmente conversas do presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, de senadores da República e ministros de Estado. 

A denúncia feita pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, de que o Exército e a Abin compraram maletas capazes de fazer grampos telefônicos, também será debatida na reunião.  

Por lei, a Abin é proibida de interceptar ligações telefônicas.

Leia mais sobre: CPI dos Grampos

    Leia tudo sobre: grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG