Comissão aprova projeto que prevê atendimento preferencial a obesos

Obesos mórbidos terão direito a assentos adequados em transportes públicos, condizentes com as suas necessidades

Agência Brasil |

As pessoas com obesidade mórbida, com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 40 e que sofrem de doenças como hipertensão, diabetes e problemas circulatórios, estão mais perto de ter os mesmos direitos concedidos aos idosos, a pessoas com deficiências e mulheres grávidas e lactantes.

As novidades de 2012 para tratar a obesidade

De acordo com um projeto de lei aprovado nesta quinta-feira(8) na Comissão de Direitos Humanos do Senado, os obesos mórbidos terão direito a assentos adequados em transportes públicos, condizentes com as suas necessidades. Inicialmente, o projeto da então senadora Serys Slhessarenko previa o pagamento de 25% a mais no preço da passagem para quem precisasse de duas cadeiras no transporte público.

Mas, a relatora do texto, senadora Ana Rita (PT-ES) entendeu que as pessoas com esse tipo de doença não têm culpa de sua condição de saúde e não podem ser oneradas por isso, obrigando as companhias responsáveis pelo transporte a arcarem com o custo das cadeiras especiais.

Pelo projeto, os obesos mórbidos também poderão ter direito a preferência no atendimento, como já ocorre atualmente com idosos, pessoas com deficiência e outros grupos que necessitam desse tipo de benefício. Se não houver recursos para que a matéria seja apreciada no plenário do Senado, ela seguirá para a Câmara dos Deputados.

    Leia tudo sobre: obesidadesaúdepreferencial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG