novas regras de estacionamento que estão em vigor na região há pouco mais de um mês. Na regra, os motoristas não podem estacionar, em nenhum horário, nas vias demarcadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os comerciantes da região se queixam de queda no movimento de clientes." / novas regras de estacionamento que estão em vigor na região há pouco mais de um mês. Na regra, os motoristas não podem estacionar, em nenhum horário, nas vias demarcadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os comerciantes da região se queixam de queda no movimento de clientes." /

Comerciantes dos Jardins tentam mudar novas regras de estacionamento em SP

SÃO PAULO - Comerciantes da região dos Jardins vão se reunir na noite desta quarta-feira, dia 10, para tentar mudar as http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/08/30/menos_vagas_para_parar_em_pinheiros_1608785.htmlnovas regras de estacionamento que estão em vigor na região há pouco mais de um mês. Na regra, os motoristas não podem estacionar, em nenhum horário, nas vias demarcadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os comerciantes da região se queixam de queda no movimento de clientes.

Redação |

Acordo Ortográfico

Farão parte da reunião, cerca de 20 representantes de restaurantes da área, dois diretores do Sindicato de Hotéis e Restaurantes de São Paulo, além do vereador Antônio Goulart, que será o responsável por encaminhar a proposta ao prefeito Gilberto Kassab.

Segundo Antônio Carlos, dono de uma pizzaria na região, as novas regras são muito boas para o trânsito durante o dia, porém, a noite não tem a mesma eficácia devido ao baixo número de veículos. A nova regra funciona perfeitamente durante o dia, o trânsito flui muito bem, mas a noite ela não é necessária já que o número de carros é bem menor. Não há necessidade da CET multar todo mundo, disse.

Ainda de acordo com Antônio, o movimento dos restaurantes da região caiu. Hoje o cliente não tem mais opção para parar o carro, ou paga o Valet ou deixa em estacionamento. Nem todos os clientes estão dispostos a pagar, e é um direito deles, desabafou. 

Antônio lembra, ainda, que São Paulo é uma cidade grande e muito forte do turismo empresarial e que as medidas estão atrapalhando os negócios. No meu restaurante, por exemplo, o movimento caiu em média 20% desde a adoção das novas regras de estacionamento, disse. "Nosso ramo é importante para o crescimento do setor turístico também", completou.

A proposta, de acordo com o comerciante, valeria a partir das 21h, quando o trânsito já está mais tranquilo e não existe mais congestionamentos. Contamos com o bom censo das autoridades, desabafou Antônio.

Leia mais sobre: regras de estacionamento

    Leia tudo sobre: regras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG