Comerciante chinês é preso no Recife por suspeita de ocultar imigrantes

RECIFE ¿ A Polícia Federal de Pernambuco prendeu, nesta quarta-feira, um comerciante chinês suspeito de ocultar imigrantes estrangeiros em situação irregular. Lin Wentan, de 34 anos, foi detido quando tentava fugir do seu apartamento, no bairro de Boa Viagem. Os policiais chegaram a Wentan enquanto procuravam um outro asiático, chamado Lin Xanpin, que estava com seu visto de permanência no Brasil sob suspeita.

Redação com Agência Nordeste |

Acordo Ortográfico

No apartamento do comerciante, foram detidos mais três chineses. Dois deles, também comerciantes ¿ Cheng Lin e Guochang Bao ¿ estavam irregulares desde o início do ano. Já Xianyi Lin foi detido porque entrou clandestinamente no País, há cerca de um mês, sem passar pela imigração da PF.

Os quatro foram encaminhados para a Delegacia de Imigração, localizada no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre. Cheng Lin e Cuochang Bao foram notificados a deixar o País em oito dias. Já Xianyi Lin deve sair do Brasil em três dias. Lin Wentan, por ter ocultado os chineses em seu apartamento, teve de pagar uma multa no valor de R$ 827,75 por cada imigrante ilegal, o que totalizou um prejuízo de R$ 2,4 mil para o comerciante.

Divulgação
Divulgação
Polícia Federal do Recife prende estrangeiros em situação irregular

Além da multa, ele também foi enquadrado na lei 6.815 do Estatuto do Estrangeiro, por introduzir estrangeiro clandestinamente. A pena varia de um a três anos, mas Wentan pagou fiança de R$ 1,4 mil e responderá ao processo em liberdade. No interrogatório, o chinês disse que chegou ao Brasil em 2002, desembarcando em São Paulo. Ele possui uma loja de brinquedos no bairro de São José, onde emprega funcionários com carteira assinada, pagando um salário mínimo para cada um. Caso os chineses não deixem o país no período estipulado eles serão presos e aguardarão a elaboração do processo de deportação em um dos sistemas prisionais da PF.

Segundo a assessoria da PF, o comerciante afirmou ser casado com uma prima de Xianyi Lin e só autorizou a hospedagem dos compatriotas em sua casa porque eram parentes.

Leia mais sobre: imigrantes estrangeiros

    Leia tudo sobre: imigrantesrecife

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG