Começou por volta das 10h20, na Câmara, a sessão que vai eleger o novo presidente da Casa. Neste momento, o atual presidente, Arlindo Chinaglia (PT-SP), detalha aos deputados o processo de votação, que é secreta.

Além de Michel Temer (PMDB), disputam a presidência Aldo Rebelo (PCdoB-SP) e Ciro Nogueira (PP-PI). Osmar Serraglio (PMDB-PR) desistiu de sua candidatura ontem à noite para apoiar Temer.

Temer é o favorito na disputa. A expectativa de seus correligionários é que o peemedebista, que já comandou a Casa por duas vezes (entre 1997 e 2000), seja eleito com cerca de 350 votos. Porém, por causa da eleição pelo comando do Senado, onde está prevista uma disputa acirrada entre José Sarney (PMDB-AP) e Tião Viana (PT-AC), integrantes do bloco de partidos que apoiam o candidato do PMDB na Câmara temem traições de aliados.

O candidato à presidência da Câmara é eleito em primeiro turno se conseguir no mínimo 257 votos. Caso nenhum dos quatro chegue a este número, haverá votação em segundo turno. Daí, vence quem tiver o voto de metade mais um dos parlamentares da Casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.