Ex-interno da Febem, Sabotage foi morto em 2003 com quatro tiros na zona sul de São Paulo

Começa na tarde desta quarta-feira o julgamento do acusado de matar em janeiro de 2003, na zona sul de São Paulo, o cantor de rap Mauro Mateus dos Santos, conhecido como Sabotage.

O julgamento de Sirlei Menezes da Silva, que deve começar por volta das 13 horas, será presidido pela juíza Fabíola Oliveira Silva, do 1º Tribunal do Júri de São Paulo, no Plenário 7 do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães, na Barra Funda, zona oeste da cidade.

O crime ocorreu no dia 24 de janeiro de 2003, na Avenida Abraão de Morais, no bairro da Saúde. Sirlei teria sido o autor dos quatro tiros que mataram o rapper. Sabotage, um ex-interno da Febem, foi duas vezes indiciado, uma por porte de arma e outra por tráfico de drogas. Havia trocado o crime pelo rap e se tornado um dos mais influentes músicos de sua geração, feito que o levou ao cinema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.