Começa demolição do templo sede da igreja Renascer

SÃO PAULO - A demolição do templo sede da igreja Renascer, prevista para começar na manha desta sexta-feira, começou somente por volta das 14h no bairro do Cambuci, na zona sul da capital. O teto da construção caiu no último domingo deixando nove pessoas mortas e ao menos 100 feridos.

Lecticia Maggi, repórter do Último Segundo |

Os procedimentos de demolição atrasaram porque, segundo Felipe da Silva, funcionário da Iv Transporte e Guindaste, empresa contratada pela Renascer, o chão não aguentou o peso do guindaste e começou a ceder. Então, os trabalhos foram interrompidos até a chegada de chapas de aço, que vieram de Guarulhos e serão usadas para reforçar o piso.

AE
Guindaste ajuda na demolição do templo

De acordo com Igor Bof, representante comercial da empresa, o guindaste pesa 60 toneladas e suporta até 140 toneladas. Outro funcionário da "Iv" informou que quatro homens da empresa trabalharão na demolição.

Total ou parcial

A demolição do templo sede da igreja Renascer pode ser total ou parcial. Segundo informações do subprefeito da Sé Amauri Luis Pastorelo, será demolida a parede do lado direito do imóvel, que corre o risco de cair. "A demoliçao pode ser total ou parcial, depende da igreja, se ela quiser manter alguma parte que não ofereça risco, pode manter", disse.

Os trabalhõs não tem previsão para terminar e serão realizados de segunda à sábado, das 7h às 17h. "Vamos aproveitar ao máximo a luz do dia", afirmou.

De acordo com o perito do Istituto de Criminalística, José Manuel Dias Alves, a tesoura de madeira do telhado é o foco principal das análises. "A tesoura é uma parte estrutural, é a peça antiga. Vamos ver se foi a partir dali (o desabamento) ou se teve outros fatores", explicou.  Segundo ele, "todas as possibilidades serão analisadas. Para isso, a equipe do Instituto de Criminálística irá reconstruir o telhado no chão do estacionamento para fotografar. "A gente tem os projetos originais, vamos tentar analisar a tesoura e fazer os estudos para ver se condiz com a carga (suportada pelo telhado)", disse. 

L eia também:

Leia mais sobre: desabamento - Renascer

    Leia tudo sobre: desabamentodesabamentosrenascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG