A sétima edição do Festival de Cinema de Tribeca, Nova York, começa nesta quarta-feira em meio a um interesse internacional renovado.

Até 4 de maio, 120 filmes - documentários, curtas e longas-metragens - serão exibidos nas salas do festival no sul de Manhattan, no East Village (sudeste) e sobretudo em Tribeca, um bairro próximo do "Marco Zero", o local em que ficavam as torres gêmeas do World Trade Center destruídas por um atentado terrorista em 11 de setembro de 2001.

O festival foi criado em janeiro de 2002 pelo ator Robert de Niro e a produtora Jane Rosenthal. Criticados pela falta de experiência, surpreenderam ao atrair na primavera de 2002 quase 150.000 espectadores, contra 30.000 esperados.

"Aconteceu algo, o sucesso foi imediato neste bairro onde de um lado se vê a cratera do 'Marco Zero' e do outro a estátua da Liberdade, algo altamente simbólico", disse à AFP Peter Scarlet, diretor do festival.

Segundo Scarlet, "os festivais de Tribeca e de Sarajevo são os únicos nascidos em resposta a um ato de guerra".

O festival terá início dom um toque "hollywoodiano", com a estréia da comédia "Baby Mama", dirigida por Michael McCullers, o roteirista dos últimos dois filmes da série "Austin Powers".

Além de Robert De Niro, uma das atrizes principais do filme estará presente na inauguração, a comediante Tina Fey.

mes/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.