Comandante é absolvido por naufrágio com 48 mortes

MANAUS - O comandante do barco Comandante Sales, Luis Alves Sales, foi absolvido no início da madrugada desta quinta-feira, por 4 votos a 3, no júri popular onde era acusado de ser culpado por um naufrágio ocorrido próximo a Manacapuru, a cerca de 170 quilômetros de Manaus, quando morreram 48 pessoas. Em 4 de maio do ano passado, o barco com 150 pessoas a bordo naufragou na margem direita do rio Solimões.

Agência Estado |

Luis Sales, que estava preso desde maio de 2008, havia confessado que bebeu "duas latinhas de cerveja" enquanto comandava a embarcação.

O acusado não tinha habilitação para conduzir o barco nem o veículo possuía autorização da Capitania dos Portos para navegar. Ele foi o primeiro comandante de barco levado a júri popular no País.

A promotora do caso, Aureny Freitas, disse que vai analisar a sentença para saber se irá recorrer.

Leia mais sobre: naufrágio

    Leia tudo sobre: naufrágio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG