chegou neste domingo a Brasília para assinar acordos na área de defesa no valor de US$ 12 bilhões." / chegou neste domingo a Brasília para assinar acordos na área de defesa no valor de US$ 12 bilhões." /

Com presença de Sarkozy, Desfile Militar de 7 de Setembro tem sotaque francês

BRASÍLIA - O Desfile Militar de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios foi marcado por apresentações conjuntas do Brasil e da França. O evento, que durou cerca de 2h30, teve a presença do presidente da França, Nicolas Sarkozy. O francês http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/06/sarkozy+chega+ao+brasil+para+assinar+acordos+bilionarios+de+defesa+8298901.html target=_topchegou neste domingo a Brasília para assinar acordos na área de defesa no valor de US$ 12 bilhões.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


A festa foi a primeira das comemorações da Semana da Pátria em Brasília. No início do evento, foram executados por músicos do exército o hino nacional e o hino da Independência.

Agência Brasil
Os presidentes Nicolas Sarkozy, da França, e Luiz Inácio Lula da Silva acenam para populares antes do desfile de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios
Os presidentes Nicolas Sarkozy, da França, e Luiz Inácio Lula da Silva acenam para populares antes do desfile de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios

Às 9h25, a pedido da primeira-dama, Marisa Letícia, o artista plástico paulista Roberto Camasmie entregou pessoalmente um presente para Sarkozy. Tratava-se de um quadro com a fusão das imagens de Lula e o Presidente da França, com as bandeiras dos dois paises atr ás de cada um dos líderes de forma trocada.

Devido ao ano da França no Brasil, o País tem participação especial nos festejos. Além da bandeira francesa, a banda da marinha francesa, com o primeiro regimento de infantaria da guarda republicana de honra, a patrulha acrobática francesa, e o terceiro regimento estrangeiro de infantaria da legião estrangeira participam da parada.

Às 9h32, alunos de escolas públicas entraram segurando as bandeiras dos países e proclamando "liberté, egalité, fraternité" ("Liberdade, Igualdade, Fraternidade" - lema que marcou a Revolução Francesa, em 1789).  

O desfile contou com a participação de 4450 pessoas ¿ 3300 militares e 1150 civis, 94 viaturas, entre blindados, tanques e caminhões, 51 motos e 231 cavalos. Uma pirâmide humana, com 30 homens em uma moto foi o destaque. Houve apresentações de manifestações culturais, como o bumba-meu-boi do Seu Teodoro, a Orquestra Popular Municipal da Ceilândia, o Centro Cultural Raízes do Brasil, que trouxe dançarinos ao som de frevo para a parada na Esplanada dos Ministérios, além do espetáculo da Esquadrilha da Fumaça.

Agência Brasil
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia chegam à Esplanada dos Ministérios para o desfile de 7 de Setembro
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia chegam à Esplanada dos Ministérios para o desfile de 7 de Setembro

Às 10h05, ocorreu o momento mais francês do desfile de 7 de setembro: a banda da Marinha Francesa se apresentou. Logo depois, o Primeiro Regimento da Infantaria da Guarda Republicana, que é a Infantaria de Honra, responsável pela segurança interna da casa do presidente da França, fez sua passagem.

O tema da Semana da Pátria deste ano é a confiança e o mote é "Independência é para festejar". A ideia é valorizar o fato de o País ter se destacado no cenário mundial no enfrentamento da crise econômica.

Às 11h00, o Batalhão da Guarda Presidencial, em bela apresentação, conquistou o silêncio da plateia e, depois, aplausos emocionados.

Agência Brasil
Esquadrilha da Fumaça - 7 de Setembro - ab
Apresentação da Esquadrilha da Fumaça durante o desfile de 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministérios

Entre os presentes, estavam o ministro da Educação, Fernando Hadadd, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o ministro da Previdência Social, José Pimentel, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o ministro das Cidades, Marcio Fortes de Almeida, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulce, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, a ministra Ellen Gracie do Supremo Tribunal e o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM). Nenhum membro do alto escalão do Congresso foi visto no evento.

A festa custou aos cofres públicos R$ 1,169 milhão, obtidos por meio de pregão eletrônico. O montante é 28% menor do que o gasto no ano passado, segundo levanamento da Ong Contas Abertas.

Protestos

Já no fim do desfile, um grupo de cerca de 150 manifestantes usando nariz de palhaço e portando faixas e cartões vermelhos protestou contra a crise no Senado Federal. As faixas tinham dizeres como: "Fora Sarney". 

 Os jovens ficaram atrás das grades da tribuna da imprensa onde gritavam: "sou brasileiro, sou patriota, mas não sou idiota", tentando encobrir o som da banda militar que ainda tocava

Agência Brasil
Jovens fazem manifestação na Esplanada dos Ministérios para pedir a saída do presidente do Senado, José Sarney
Jovens fazem manifestação na Esplanada dos Ministérios para pedir a saída do presidente do Senado, José Sarney

"Esse cartão vermelho é um símbolo que o Suplicy colocou e a gente está usando para mostrar nossa indignação perante o Senado. Não é só contra o Sarney, é contra a imagem que os senadores possuem em relação à sociedade", disse Alexandre Fortunato, estudante de arquitetura e integrante do diretório acadêmico da Universidade de Brasília.

Ao final do desfile, os estudantes tentaram chegar ao palanque das autoridades com faixas pedindo a saída do presidente do Senado, José Sarney, mas a polícia não permitiu.

Outro grupo, menor, se manifestou contra a possível extradição do italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália, onde é acusado de quatro assassinatos ocorridos entre 1977 e 1979. O governo italiano pede a extradição dele desde março de 2007, data em que foi preso no Brasil. Desde então, Battisti está no presídio de Brasília e aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que está prevista para esta quarta-feira (9).

Leia mais sobre: Brasil - França - Desfile de 7 de Setembro

    Leia tudo sobre: 7 de setembrobrasilbrasilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG