Com poucos agendamentos, 1ª semana da inspeção veicular em SP termina sem filas

SÃO PAULO ¿ Terminou sem atrasos e sem filas a primeira semana de realização da inspeção veicular em São Paulo. Segundo informações da Prefeitura, dos 2582 proprietários de carros que fizeram agendamento para esta semana, apenas 88 não compareceram. Dos vistoriados, 97% dos carros foram aprovados e 77% das motos.

Amanda Demetrio - Último Segundo |

Futura Press
Carro é vistoriado no programa da prefeitura

Carro é vistoriado no programa da prefeitura

A inspeção é realizada, nesta etapa, nos carros com placa final 1. São cerca de 245 mil proprietários de carros que têm até o dia 30 de abril para passar pela vistoria.
Se seguido o ritmo de agendamentos até esta data, porém, apenas 33 mil veículos realizarão a vistoria, o que representa uma porcentagem de 13% do total. A baixa adesão dos motoristas é o principal temor da Secretaria de Verde e Meio Ambiente no início deste segundo ano do programa.
A reportagem do Último Segundo acompanhou a vistoria realizada no posto da Barra Funda nesta sexta-feira. Por volta das 10h30, apenas três dos 12 guichês disponíveis estavam sendo usados. Com o número baixo de agendamentos, alguns motoristas foram atendidos antes do horário marcado.
Este foi o caso de Amauri da Silva, de 55 anos. Ele revelou ter agendado seu horário logo no início de janeiro, pelo site, sem problemas no atendimento. O mesmo aconteceu com Márcio Correio, de 32 anos, que esperou cerca de dez minutos até a finalização da vistoria.
A situação encontrada nesta sexta-feira foi bem diferente daquela registrada na segunda-feira, primeiro dia da inspeção veicular, quando filas se formaram e a espera em alguns postos chegou a uma hora.
A Controlar, consórcio responsável pelas análises na capital, lembra que a inspeção é obrigatória para o licenciamento do veículo.
Ampliação do programa

O secretário estadual do Meio Ambiente, Xico Graziano, afirmou que vai encaminhar à Assembleia um projeto de lei para implantar a inspeção veicular em todo o Estado de São Paulo. Segundo ele, foram oito reuniões com secretários municipais de Transporte e Meio Ambiente da região metropolitana para definir o texto. O programa proposto será nos moldes do adotado na capital.

O nosso projeto está pronto e prevê que o governo do Estado, em parceria com a Cetesb, treine as equipes municipais para fazer a inspeção, semelhante à da capital, explicou Graziano, que disse que a participação das prefeituras seria voluntária. O texto deve seguir para a Casa Civil na próxima semana.

Na quarta-feira, a pasta estadual do Meio Ambiente já havia encaminhado um projeto de lei sobre mudanças climáticas à Assembleia que apontava a inspeção veicular como estratégia de redução de poluição, ao lado do pedágio urbano. Sobre a cobrança de tarifa, o secretário disse que não é uma medida com necessidade imediata.

Saiba como fazer a inspeção; veja reportagem

(*com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: inspeção veicular

    Leia tudo sobre: inspeção veicular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG