Com neblina, vôos atrasam em Curitiba e Brasília

Fortes neblinas provocaram hoje o fechamento dos aeroportos Afonso Pena, em Curitiba, no Paraná, e Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília. Com isso, ambos tiveram suas operações prejudicadas.

Agência Estado |

No primeiro, não houve pousos nem decolagens entre as 3 horas e as 8h15. Desde a reabertura, ele opera por instrumentos. Até as 10 horas, dos 23 vôos programados, 16 partiram com atrasos superiores a 30 minutos, ou 69,6% do total. Outros seis vôos foram cancelados (26,1%).

No Kubitschek, as aterrissagens foram suspensas às 6h40 e as partidas, às 7h05. As decolagens foram retomadas às 8h19 e os pousos, às 8h56. Até as 10 horas, o aeroporto acumulou 19 atrasos em 41 vôos, 46,3% do total, e seis cancelamentos (14,6%). Por conta do mau tempo, o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, também funcionou por meio de instrumentos. Mas, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), as operações não foram afetadas. Da zero às 11 horas, 11 dos 62 vôos atrasaram (17,7%) e apenas um acabou cancelado.

Em Congonhas, na zona sul da capital paulista, houve sete atrasos (10,1%) e um cancelamento (1,4%) em 69 vôos. O terminal funcionava sem restrições. No Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, de 24 vôos, três sofreram atrasos (12,5%) e um foi cancelado (4,2%). O Galeão, no Rio de Janeiro, houve sete atrasos (14,3%) e três cancelamentos (6,1%) em 49 vôos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG