Com mais 3 recursos, PSDB contesta 10 arquivamentos

O PSDB recorreu no começo da tarde contra o arquivamento de mais três denúncias registradas pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), contra o presidente do Senado, José Sarney, no Conselho de Ética. Mais cedo, o partido já havia recorrido contra a decisão do presidente do Conselho de Ética, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), de arquivar outras três representações do partido contra o presidente da Casa.

Agência Estado |

Ontem, PSDB e PSOL recorreram ainda contra o engavetamento de outras quatro ações. Ao todo, foram apresentadas onze ações contra Sarney no Conselho de Ética, sendo que todas foram arquivadas pelo senador Paulo Duque, na semana passada. Até o momento, foram registrados recursos contra dez dos onze arquivamentos.

Os últimos recursos apresentados pelo PSDB dizem respeito a três denúncias arquivadas - uma apresentada por Arthur Virgílio e duas registradas em conjunto por Virgílio e Cristovam Buarque (PDT-DF). Na ação do líder tucano, o Conselho de Ética era cobrado a investigar a interferência de José Sarney na contratação do namorado da neta no Senado.

Nas outras duas, apresentadas em conjunto por Arthur Virgílio e Cristovam Buarque, os senadores pediam investigação sobre propriedades que José Sarney teria vendido sem o devido pagamento de impostos, e ainda sobre denúncia de que Aluizio Guimarães Filho, agente da Polícia Federal (PF) cedido pela presidência da República ao senador José Sarney, passava informações sigilosas da PF ao empresário Fernando Sarney, investigado pela instituição na Operação Boi Barrica.

Para que o Conselho de Ética abra processo disciplinar contra José Sarney será preciso que o PT vote a favor dos recursos, uma vez que a oposição possui apenas cinco vagas no colegiado, formado por 15 senadores. Com os votos do PT, que contam com três vagas na comissão, seria possível constituir maioria e aprovar os recursos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG