blocão , Temer prevê vitória na Câmara - Brasil - iG" /

Com formalização do blocão , Temer prevê vitória na Câmara

BRASÍLIA - Os 14 partidos que apoiam a candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) à presidência da Câmara formalizaram sua união no inicio da tarde desta quarta-feira, protocolando, na Secretaria-Geral da Mesa, a criação do chamado blocão. Com a formalização, Temer disse prever a vitória.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Os líderes articularam essa grande aliança que hoje se consolida. Quem mais ganha é a Instituição. Para mim é uma satisfação e prevejo a vitória, mas vamos aguardar do dia 2 [da eleição]", disse.

Questionado sobre possíveis traições entre os 427 deputados dos 14 partidos que integram o bloco, Temer foi jocoso. "Se houver traições vão ser a meu favor", disse.

Apesar disso, a possibilidade de parlamentares que oficiosamente apoiam Temer a escolher um dos três outros candidatos que disputam a presidência é bastante cogitada na Câmara, uma vez que é dada como certa a vitória de José Sarney (PMDB-AP) para a presidência do Senado, o que deixaria o partido com o comando das duas Casas.

No ato do protocolo, representantes dos principais partidos do blocão estiveram presentes, como o líder do PT na Câmara, Maurício Rands (PE), o líder do DEM, ACM Neto (BA), o líder do PMDB, deputado Henrique Alves (RN) e o candidato a Primeiro-Secretário da Câmara, Rafael Guerra (PSDB-SP), além de representantes do PDT e do PSC.

350 votos

Apesar de contar com o apoio institucional de 14 partidos, que somam 427 deputados, o líder Henrique Alves disse que Temer deve ter cerca de 350 votos, o que garantiria sua eleição no primeiro turno ¿ são necessários 257 votos.

Apesar disso, o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), que concorre à presidência da Câmara, acredita que muitos dos partidos que compõem o "blocão" estão rachados, e que haverá um número suficiente de traições, o que levaria a eleição para o segundo turno.

"Esse bloco só iria surgir no domingo, acho que protocolaram ele agora com receio de haver vazamentos. Há notícias de vazamento de até 50% dos deputados do bloco. E para que fariam um bloco desse se a eleição já estivesse ganha?", ponderou.

Além de Serraglio, concorrem à presidência da Câmara os deputados Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Ciro Nogueira (PP-PI). Os demais cargos da Mesa são indicados pelo líder do "blocão". Só há disputa quando algum deputado se lança de maneira independente na disputa.

Nesse cenário, há a expectativa da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA) se lançar à 4º Secretaria, que no acordo do blocão seria destinada ao PTB. O deputado Rômulo Gouveia (PSDB-PB) deve concorrer pela 1ª Secretaria com seu correligionário Rafael Guerra (PSDB-SP). Além de uma possível candidatura de Edmar Moreira (DEM-MG) pela vaga do partido na 2ª Vice-Presidência.

Leia também:

Leia mais sobre: eleições no Congresso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG