Com falta de sinalização, Trecho Sul do Rodoanel é liberado ao tráfego

O Trecho Sul do Rodoanel Governador Mário Covas foi liberado por volta das 6h40 desta quinta-feira em São Paulo. São 61,4 km que ligam cinco rodovias do Trecho Oeste (Bandeirantes, Anhanguera, Raposo Tavares, Castello Branco e Régis Bittencourt) ao sistema Anchieta-Imigrantes.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |

AE
Vista do Trecho Sul do Rodoanel que liga a Rodovia Regis Bittencourt ao município de Mauá

Vista do trecho que liga a Rodovia Regis Bittencourt ao município de Mauá

O movimento nos dois sentidos era intenso, por volta das 9h, mas sem pontos de parada. Segundo a Dersa, que administra o novo trecho, a morosidade foi causada por conta de caminhões que descarregavam materiais em ambos os sentidos. 

Por volta das 11h, o movimento já havia normalizado e era tranquilo, mas o motorista encontra dificuldades por causa da falta de sinalização. Um dos pontos, por exemplo, é no acesso da Rodovia Régis Bittencourt ao Rodoanel. 

Alguns trechos também estão em obras, como o retorno antes do acesso à Régis, que precisa de pavimentação e sinalização. A região ainda incompleta é a mesma onde três vigas de ponte sobre a Régis desabaram , em novembro de 2009, por falha no travamento do equipamento.

No sentido Imigrantes do Rodoanel, a situação também é parecida: falta sinalização e retornos. O carro da reportagem percorreu 40 km sem encontrar qualquer placa que indicasse o trajeto. A Secretaria Estadual dos Transportes, porém, afirma que isso não impedirá o funcionamento da via.

Inauguração

AE
Trecho Sul liberado ao tráfego

Trecho Sul liberado ao tráfego

O Trecho Sul foi inaugurado pelo agora ex-governador de São Paulo José Serra na última terça-feira. Como a obra ainda não havia sido finalizada , a liberação ao tráfego foi feita nesta quinta-feira. O primeiro carro a passar pelo local foi o de Alberto Goldman, que assume o governo de São Paulo oficialmente na próxima terça-feira.

Segundo a Secretaria de Estado dos Transportes, o Trecho Sul custou R$ 5 bilhões, sendo R$ 3,24 bilhões referentes às obras brutas e o restante, R$ 1,79 bilhão, a compensações ambientais, desapropriações, reassentamentos, entre outros.

A estimativa é que cerca de 16,5 mil caminhões e 55,5 mil veículos de passeio passem pelo local em dias úteis. O governo avalia ainda que, com o Trecho Sul em operação, o tráfego de caminhões na Marginal Pinheiros seja reduzido em 43%. Este trecho corta o extremo sul da capital e os municípios de Itapecerica da Serra, São Bernardo do Campo, Santo André e Ribeirão Pires. 

Pelo Trecho Sul, o acesso à Rodovia Anchieta é feito no km 25, no sentido litoral, e 26, no sentido capital. Os da Imigrantes ficam nos km 24 e 25. Entre a Anchieta e a Imigrantes, há 6,9 quilômetros de distância. Entre a Imigrantes e a conexão com o Trecho Oeste e a Régis, são mais 42 quilômetros. O Trecho Oeste tem 32,6 quilômetros e liga a Régis à Raposo Tavares, Castelo Branco, Bandeirantes, Anhanguera e Avenida Raimundo Pereira de Magalhães.

AE
Antes da liberação, motoristas já aguardavam para utilizar a via

Antes da liberação, motoristas já aguardavam para utilizar a via

"Grande avenida"

Especialistas em trânsito, porém, alertam que o trecho só vai funcionar se houver soluções integradas" como alternativas para o transporte na capital. O professor de Engenharia Civil do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) Creso de Franco Peixoto afirmou, em entrevista ao iG , que o número de acessos ao Rodoanel, seguido de uma possível pressão imobiliária e da redução da velocidade na via, transforme o trecho numa "grande avenida" .

Futura Press
Operários finalizavam a obra na quarta-feira

Operários finalizavam a obra na quarta-feira

Embora considere tardia a inauguração, Peixoto acredita que a obra trará melhorias imediatas para motoristas em São Paulo, especialmente usuários da avenida Bandeirantes e da Marginal Pinheiros em razão da suavização do trânsito para carga pesada no local.

Ele prevê, entretanto, que haverá aumento no tráfego de Mauá, mais precisamente na Avenida Papa João XXIII, ao menos até a conclusão de um novo corredor na região metropolitana para interligar a zona leste à região industrial do ABC e à Rodovia Ayrton Senna: o complexo viário Jacu-Pêssego.

Para que o Rodoanel não se transforme num pesadelo, afirma o especialista, é necessário que a via tenha poucos acessos. Se isso acontecer, teremos uma grande avenida. O modelo tem que preservar o número de acessos para a que a velocidade seja alta. Se não, as pessoas vão pegar o Rodoanel como alternativa e isso vai provocar lentidão.

Além disso, as melhorias no trânsito em São Paulo, diz, tendem a desaparecer em razão do crescimento da taxa de motorização brasileira (a frota nacional ganha 3 milhões de veículos a cada ano) e o excesso de transportes solitários (veículos que transportam apenas uma pessoa).

Para o consultor em trânsito Alexandre Zum Winkel, a abertura do Trecho Sul para o tráfego deve representar economia de tempo para quem segue, por exemplo, do interior para o litoral paulista ou quem está ao lado dos acessos do Rodoanel. O motorista paulistano, porém, terá de avaliar se a região de partida está próxima de um dos acessos à via e checar as condições de tráfego das principais vias da capital antes de escolher.

AE

Veja o mapa do Rodoanel ampliado

(*com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: trânsito


    Leia tudo sobre: rodoaneltransito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG