Com 9% da frota, PR e SC receberam 51% do DPVAT

Um quarto da frota nacional de veículos circula em São Paulo, mas da relação dos 18 hospitais que ao longo de 2008 mais receberam recursos do seguro obrigatório, o DPVAT, não consta uma só clínica paulista. Metade dos hospitais dessa lista é do Paraná e outros quatro de Santa Catarina.

Agência Estado |

Os dois Estados detêm apenas 9% da frota do País e estão distantes da realidade de São Paulo, que é recordista em número de acidentes. Mas, 30 hospitais paranaenses e catarinenses receberam 51% do seguro no ano passado.

“Viraram o mapa do Brasil pelo avesso”, protesta o presidente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Armando Virgílio dos Santos. “Esse seguro foi destinado à vítima do acidente de trânsito, que não precisa de intermediário para recebê-lo, mas está ficando nas mãos do atravessador”, denuncia o presidente da autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda. Como responsável pelo controle e fiscalização do mercado de seguros, Santos passou a terça-feira em Brasília ajudando os líderes do governo a articular a aprovação da Medida Provisória 451, que muda as regras do DPVAT e deve ser votada hoje no plenário da Câmara.

O hospital que mais recebeu recursos do DPVAT, de Curitiba, foi beneficiado com R$ 4,7 milhões. O presidente da Federação dos Hospitais do Paraná, Renato Merolli, salientou que o Estado mais organizado e que consegue trabalhar melhor a equação entre atendimento pelo SUS e DPVAT é Santa Catarina. “No Sul o pessoal é mais esclarecido e os hospitais estão mais conscientes, esclarecem os usuários sobre seus direitos.”

Embora o seguro criado por lei em 1974 seja destinado às vítimas, que devem comprovar gastos com assistência médica são poucos os acidentados de trânsito que recorrem ao seguro obrigatório. Na contabilidade da Susep, 85% dos pedidos de indenização são feitos por hospitais, e não pelos beneficiários. O interesse é explicado pela tabela do SUS. O valor de serviços que seguradoras usam para bancar despesas com o seguro é, em média, 30% mais alto que o do SUS. O DPVAT arrecadou R$ 4,5 bi em 2008 - 50% reservados a indenização. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG