Com 60% das urnas apuradas, Dutra lidera eleição para presidência do PT

Com quase 60% das urnas apuradas, o candidato José Eduardo Dutra, da chapa O Partido que Muda o Brasil, segue à frente nas eleições internas para a escolha do novo presidente do Partido dos Trabalhadores, o PT. Dutra tem larga vantagem do segundo candidato: conta com 55% dos votos válidos contra 19,4% de José Eduardo Cardozo.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |

O vitorioso na disputa comandará o partido entre 2010 e 2012. As eleições foram realizadas no último domingo e só terão segundo turno caso o candidato mais votado não obtenha mais da metade dos votos válidos. Além do presidente, a votação preencherá também 81 vagas do Diretório Nacional.

Favorito até o momento, Dutra é ex-dirigente da Petrobras e da BR Distribuidora e o candidato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  Caso eleito, terá como missão conduzir a legenda na primeira eleição presidencial em que o candidato não será Lula. Isso porque as alianças em torno da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, dividem os petistas.

Atrás de Cardoso, seguem Geraldo Magela, do Movimento: Partido para Todos, com 12,4%; Iriny Lopes, da Esquerda Socialista, com 11,6%; Markus Sokol, da Terra, Trabalho e Soberania, com 1%. Serge Goulart, da chapa Virar à Esquerda, Reatar com o Socialismo, está em último lugar, com 0,6% dos votos.

Duplo desafio

Para o doutor em ciência política e professor da Universidade de Brasília (UnB) David Verge Fleischer, o novo presidente do PT terá um duplo desafio pela frente: comandar uma eleição em que Lula não é candidato e unir o partido em prol da candidatura da ministra Dilma.

Lula liderou o PT cinco vezes ¿ quando foi candidato à presidência em 1989, 1994 e 1998 e saiu derrotado, e nas eleições que venceu em 2002 e 2006 ¿ por isso uma importância maior em uma eleição sem ele, afirma.

Apesar de não ser candidato, o professor ressalta que a influência do presidente no resultado da eleição é altíssima. Exemplo disso é a larga vantagem de Dutra em relação ao segundo candidato. José Eduardo Dutra representa o grupo majoritário do PT, que tem dirigido o partido por muito tempo e sempre foi comandado por Lula. O prestígio dele é muito importante para eleger essa nova diretoria, considera, acrescentando que a pesquisa CNT/ Sensus, divulgada na segunda-feira, veio para comprovar isso.

Segundo a pesquisa, a avaliação do governo Lula foi considerada positiva por 70% dos pesquisados, ante 65,4% em setembro. Se avaliado só o desempenho pessoal do presidente, o índice de aprovação chega a 78,9%. A pesquisa foi divulgada no dia seguinte à eleição do PT e mostra que Lula ainda está muito forte, ressalta.

Na visão do especialista, o segundo desafio da nova diretoria é fazer alianças estaduais para fortalecer a candidatura de Dilma. O PT está sendo forçado a engolir alianças com outros partidos. Em Brasília, o exemplo é o possível apoio à reeleição do ex-governado do Distrito Federal Joaquim Roriz (ex PMDB), afirma.

"Os mensaleiros"

A ministra da Casa Civil e provável candidata à presidência da República, Dilma Rousseff, apoiou a participação de José Dirceu, ex-titular da Casa Civil, na eleição do novo diretório nacional do partido. Dirceu integra a chapa liderada pelo ex-senador Dutra.

Apesar das denúncias de compra de votos, que ficaram conhecidas como o Escândalo do Mensalão, Dilma defende que nenhum dos acusados de participar do esquema foi julgado ou condenado em definitivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ela destacou ainda que o partido deve adotar a prática da presunção da inocência e age corretamente ao aceitar a participação de Dirceu e petistas acusados pelo Ministério Público.

Para David Fleischer, a volta de mensaleiros ao partido torna o trabalho do novo diretório ainda mais difícil. O PT incorporou novas pessoas envolvidas com o mensalão e esse é outro desafio porque os candidatos vão usar isso para atacar o PT. O partido se torna mais vulnerável, considera.

(*com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: PT

    Leia tudo sobre: eleiçõespt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG