Com 35 voos desviados de SP, País tem aeroportos superlotados e 38% de atraso

SÃO PAULO - Devido às chuvas que atingem São Paulo nesta terça-feira, os aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Viracopos (Campinas), foram fechados para pouso no início desta manhã durante cerca de duas horas, informou a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Aviões com destino a São Paulo foram desviados para aeroportos no Rio de Janeiro, Santa Catarina e interior de São Paulo. A Infraero afirma que a situação está normalizada, mas 38,4% dos voos do País ainda estavam atrasados no final da noite desta segunda-feira.

Redação |


Durante o período de fechamento de pousos, 16 voos que se direcionavam a Guarulhos tiveram seus destinos alterados para Florianópolis, Riberão Preto ou Rio de Janeiro. Destes, nove eram nacionais e sete, internacionais. Outros 19 voos que se direcionavam a Congonhas tiveram suas rotas redirecionadas para os mesmos destinos.

Uma jornalista que preferiu não se identificar afirma que saiu de Curitiba às 8h da manhã com destino a São Paulo e foi redirecionada ao Rio de Janeiro. Desde as 11h, tentou conseguir um voo de volta para São Paulo mas, até as 16h, não havia conseguido. "Isso aqui virou um caos generalizado. O aeroporto está lotado", disse.

De acordo com a Infraero, Cumbica opera com visibilidade ruim e auxílio de instrumentos desde as 9h. Já Congonhas se encontra nesta condição desde as 10h - tanto para pousos como para decolagens.

Divulgação
Aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro
Passageiros lotam saguão do aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro, nesta terça-feira

"A chuva é inevitável, mas situações com esta mostram que nós não temos condições de receber nem as Olimpíadas e nem a Copa do Mundo. Não sabemos lidar com pequenos problemas. Se, hoje, as companhias aéreas não têm condições de lidar com o movimento interno, imagine com o movimento que será gerado por esses eventos", reclamou.

A burocracia para a transferência de voos também incomodou a passageira. "Os funcionários nos deixam em filas erradas e sem atendimento. Somente uma pessoa na empresa tem a senha que transfere os voos no sistema. Isso é um absurdo".

Em São Paulo, o aeroporto de Cumbica, localizado em Guarulhos, tem 55,1% dos voos atrasados. Em Congonhas, na zona sul da capital, a Infraero registra 46% de atrasos nos voos.

No Rio de Janeiro, os aeroportos do Galeão e Santos Dumont também operam com atrasos. No Galeão, são 39,7% de voos fora do horário e, no Santos Dumont, 48,2%.

No Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, 51,2% dos voos estão atrasados. Em Curitiba, o índice é de 64,4% no Aeroporto Internacional Afonso Pena. Em Santa Catarina, 48,6%.

Leia também:


Leia mais sobre:
chuva - aeroporto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG