Cerca de mil trabalhadores da empresa Loga Logística Ambiental, concessionária responsável pela coleta de lixo na região central e na zona norte e em parte das zonas leste e oeste da capital paulista estão reunidos na sede da empresa na Praça Lions desde as 6 horas de hoje. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação e Limpeza Urbana de São Paulo (Siemaco), Moacyr Pereira, os funcionários paralisaram as atividades por conta de problemas que estão ocorrendo dentro da empresa.

Entre os problemas citados pelo sindicalista estão o número reduzido e manutenção incorreta dos veículos da frota da Loga, que sobrecarrega os trabalhadores, relacionamento entre direção e funcionários, problemas na escala de revezamento e no horário dos funcionários e desconto indevido por acidentes ocorridos durante o percurso.

Com a paralisação na unidade da Avenida do Estado, o serviço de coleta em vários pontos da cidade foi prejudicado nesta manhã. A medida, segundo Moacyr, é apenas um alerta aos donos da empresa par darem início às negociações, mas não há previsão de greve. De acordo com Moacyr, nenhum diretor da Loga havia aparecido até as 11 horas para negociar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.