Colegiado da OAB lança nota de repúdio a atos secretos

O Colégio de Presidentes dos Conselhos Seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que esteve reunido hoje em Maceió (AL), divulgou nota de repúdio aos escândalos do Senado - centenas de atos secretos que autorizaram criação de cargos, nomeações e aumentos salariais. Mais que isso, repudia os termos do pronunciamento feito por seu presidente, José Sarney, da tribuna do Senado, quando procurou eximir-se de responsabilidades, diz a nota.

Agência Estado |

O colegiado da OAB lamentou ainda a manifestação, nesta semana, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disse que "Sarney tem história no Brasil suficiente para que não seja tratado como uma pessoa comum". Para os representantes da OAB, as acusações que estão sendo feitas sobre o Senado "chocam a nação". "Sem um Legislativo forte e respeitado, a democracia corre riscos. E é em sua defesa que tais providências - imediatas e inapeláveis - são exigidas pela sociedade brasileira", diz o colegiado da OAB na nota.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG