Em vez de se reunirem no refeitório para cantar parabéns, como sempre fizeram quando alguém está de aniversário, as crianças da escola Cantinho Feliz sentaram todas em um pátio e rezaram para lembrar o aniversário de Isabella Nardoni que faria hoje 6 anos. Ela morreu na noite do dia 29 de março, depois de ser arremessada do sexto andar do edifício em que moram seu pai, Alexandre Nardoni, a madrasta, Anna Carolina Trotta Jatobá - indiciados pelo assassinato da garota -, e os outros dois filhos do casal.

Também participaram da homenagem cerca de 30 pais e fiéis da Igreja Santo Antônio de Lisboa. A mãe de Isabella, Ana Carolina Oliveira, não estava presente. Em um ambiente de silêncio, todos rezaram um terço e cantaram músicas religiosas. Alguns pais se emocionaram quando foi cantada a Canção da Família , de Padre Zezinho.

Ao final, as crianças pediram para cantar parabéns para Isabella. "Eu só batia palma e não conseguia cantar", disse Elaine Cristina Fontato, mãe de Mateus, de 3 anos. "Nós somos mães e tentamos nos colocar no lugar de Ana Carolina. Por isso sentimos bastante." A diretora da escola, Elenice dos Santos Romeu, afirmou que o objetivo das orações foi homenagear Isabella e transmitir energia para os familiares.

Na mesma rua, a poucos metros dali, em frente à casa da mãe de Isabella, o clima foi de tranqüilidade durante todo o dia. Os tios e avós maternos da menina saíram algumas vezes, mas evitaram fazer comentários. Ana Carolina foi hoje visitar o túmulo da filha e até o início da noite não havia retornado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.